Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo » Incesto » Dando pro meu primo no churras da família

Dando pro meu primo no churras da família

Publicado em novembro 9, 2021
0 votes

Sou morena, cabelo cacheado, tenho 21 anos, sou baixinha e tenho um corpo que nenhum homem recusa.

Sempre tive contato com meu primo em festas de família onde todos se reúnem e nesse dia a família alugou uma chácara pra fazer um churrasco no final de semana, como combinado chegamos na tarde de sexta feira, não tinha muitos quarto na casa e por conta disso eu e meu primo tivemos que dividir o quarto. Assim que todos se organizaram fomos todos pra fora da casa e começamos uns comes e bebes em família, a todo momento eu percebia ele me olhando, olhando pro meu decote e pra minhas coxas (eu estava de vestido curto com um decote enorme) ele me olhando e mexia no pau dele e eu já tava louca de tesão vendo aquilo.

Ele estava de frente pra mim sentado, então eu comecei a provocar disfarçadamente pra ninguém da família perceber, cruzei as pernas e deixei o vestido subir um pouco de propósito, ele não tirava os olhos de mim, resolvi fazer melhor, fui ao banheiro dentro da casa e tirei minha calcinha rs, fiquei apenas com o vestido e voltei pra roda sentando de frente pra ele novamente. Levantei um pouco o vestido nem disfarçadamente e sentei cruzando as pernas, a visão dele dava pra ver minha buceta bem molhadinha, ele quando viu me olhou sem acreditar e com um olhar de tesão de quem queria ali mesmo, mas não podíamos por causa da família.

Transei com meu primo no churrasco em família

Ele pegou o celular e me mandou uma mensagem no wpp falando que me queria todinha e que tínhamos que arrumar um jeito de sair dali e ficarmos sozinhos, nisso eu falei pra todos da família que estava com sono e cansada da viagem e que iria deitar, subi pro quarto e fui direto tomar um banho, coloquei um shortinho solto e curto e uma blusinha bem soltinha, não vesti calcinha e nem coloquei um sutiã porque sabia que meu primo subiria pra me foder.

Passei um óleo corporal e fiquei deitada na cama esperando ele subir, até que eu escuto a porta abrindo, era ele, ele me olha de baixo a cima e me chama de gostosa, na mesma hora me agarra e nos beijamos bem gostoso, eu já conseguia sentir aquele pau enorme dele bem duro embaixo do calção e não demorei muito pra me ajoelhar de frente pra ele e baixar o calção. O pau pulou pra fora e tava tão duro, eu conseguia ver as veias, meti a boca naquele pau gostoso e chupei ele com vontade, eu conseguia ouvir ele gemendo e empurrando minha cabeça pra engolir mais aquele pau gostoso.

Continuei chupando ele até ele me puxar de volta pro beijo e me pegar no braço, entrelacei minhas pernas na cintura dele e fiquei beijando ele, até que ele colocou meu shortinho pro lado, segurou o pau e colocou na entrada da minha buceta comigo ainda no braço dele, ele colocou tudo dentro de mim e eu gemendo muito gostoso e alto, começamos o vai e vem, eu pulando naquele pau e ele me segurando no braço dele e metendo bem gostoso em mim, até que começamos a escutar barulho, era a família entrando em casa pra dormir, paramos na hora, não podíamos ser pegos.

Deitei na cama e ele também, escutamos nossos familiares entrando nos quartos pra dormirem, não entraram no nosso quarto pois imaginaram que estaríamos dormindo, ficamos esperando até que todos se deitassem, ele se levantou com aquele pau enorme na minha frente, eu tava com muita tesão e só queria que ele colocasse tudo dentro de mim de novo, ele me chamou pra ir pra sauna, ela ficava do lado de fora da casa na área da piscina um pouco afastada da casa e eu obviamente aceitei porque queria gemer bem gostoso e na casa não poderia por causa dos familiares.

Fomos pra sauna, entramos e ele fechou a porta, a luz da sauna não era muito forte, era uma meia luz e isso deixou tudo mais excitante, assim que ele fechou a porta ele já baixou o calção e o pau continuava enorme e pulsante, eu prontamente tirei a blusa e o shorts e fiquei totalmente nua na frente dele. Ele me agarrou chupando meus peitos, me empurrou contra a parede e me chupou, eu pedi pra ele sentar porque queria cavalgar naquele pau como se não houve um amanhã.

Ele sentou e eu fui por cima, sentei devagar sentindo cada centímetro daquele pau entrando em mim, eu gemia gostoso no ouvido dele, ele me segurou pela cintura e eu comecei a cavalgar, gemendo alto e sentindo aquele pau enorme dentro de mim. Ele me chupava toda enquanto eu cavalgava nele e ele me empurrava contra o pau dele pela cintura, eu olhava pra ele e conseguia ver na cara dele o quanto ele tava gostando daquilo e isso só me deixou com mais tesão.

Eu comecei a sentar mais rápido e com força e ele começou a gemer também e a me apertar forte, aquilo tava muito bom e eu gozei bem gostoso naquele pau maravilhoso, senti que ele ia gozar logo em seguida então sai e comecei a chupar ele bem gostoso, engolindo tudo até as bolas, até ele gozar em mim. Foi tanta porra que inundou minha boca e caiu pelos lados, eu nunca transei tão gostoso como naquele dia!

Após isso tomamos banho juntos na ducha da sauna mesmo e ainda fodemos bem rapidinho ali dentro, nos vestimos e voltamos pra casa, todos dormindo e fizemos o mesmo, até hoje ninguém da família sabe do que aconteceu além dele e de mim.

914 views

Contos relacionados

Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!

O dia em que minha prima e minha irmã me mamaram

Meu nome é Marcus (*), fiz 18 anos recentemente ,não tenho namorada mas mesmo já tenho feito 18 anos há uns dias, meu pai quis me levar no puteiro, ele pagaria a puta e esse seria meu presente de...

LER CONTO

Minha Irmã safada chupou meu pau e me deu o cu

Tenho 22 anos, 1.80, 75kg, loiro, de olhos verdes, corpo definido, musculoso, e tenho uma irmã de 26 anos, 1.70, 50Kg, loira, gata e gostosa. A dois meses acabei meu namoro e estava com muito tesão...

LER CONTO

Para Os Sacanas, todo dia é dia de sol... Dona Maria e Aninha pegando um bronze e Carlinhos só de olhos nas duas de topless...

Trepando com a irmã

Bem, me chamo Bruno(*), tenho 18 anos, sou alto 1,94, meio magro e bem dotado. Vou contar sobre umas das minhas aventuras com minha irmã, que é uma loirinha, rabuda e baixinha, chamada Luciana(*). ...

LER CONTO

Tio tarado comeu meu cu

Oi! Sou Géssica(*), nunca contei um conto, essa é primeira vez, mas vamos lá! Tenho 18 anos, baixinha, magrinha e peitos pequenos mas firmes, sempre frequentava a casa do meu tio por ajudar ele...

LER CONTO

Sexo com a prima gostosa

Olá, meu nome é Iuri* e vou contar como começou meu relacionamento com uma prima minha. Sempre fui muito ligado à família, principalmente minha madrinha e meu padrinho. Meu padrinho teve um...

LER CONTO

Comi minha irmã e minha sobrinha

Olá comecei ler contos e tive coragem de falar o que me aconteceu a uns anos atrás. Bem, meu nome é Marcelo (fictício), minha irmã nome vou chamar de Sandra (fictício). Bem tudo começou a...

LER CONTO

Transando com o primo

Eu me chamo Poliana (fictício) e meu primo Fernando (fictício), há muito tempo, um era a fim do outro, mas nos faltava iniciativa, de ambas as partes. Seguimos rumos diferentes, casamos, mas...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 3 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
- - - - - - - -
© 2022 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo